terça-feira, 17 de abril de 2018

Ansiedade | O Preconceito De Quem Acredita Que Isso Não Existe

Todos nós sofremos um pouco de ansiedade, certo? Ou eu pelo menos tenho essa sensação, uns mais que outros, obviamente. Não acreditam? Não me digam que fazem parte do leque de pessoas que acham que a ansiedade é para "meninos"? Não pessoal, a ansiedade não é uma coisa simples e em certos casos, é grave. 

É bom vermos cada vez mais posts sobre este assunto que é delicado mas aos olhos de alguns, ainda é visto - como dizem os brasileiros - "frescura"! Enquanto pesquisava mais sobre este assunto, deparei-me com uma frase muito interessante que resume o que é isto da ansiedade: "Um estado de energia descontrolado que nos abana por dentro e nos destrói a serenidade e o equilíbrio físico e mental.". Eu  sofro um pouco de ansiedade. Sofro com antecedência, mas de forma corrosiva, sinto até que vou ter um piripaque. Mas não acho que o mundo vá acabar; apenas tenho um medo terrível de falhar. E é em ocasiões em que sou posta à prova que os meus níveis de ansiedade desabrocham.

Mas depois passa e por norma acabo por cair num sono profundo e no dia seguinte não é nada comigo. Mas também tenho alturas em que durmo mal, quase muito perto também das insónias, ando mais agitada, mais apressada até... e nem sei bem o porquê de tudo. Mas sei que é uma coisa chamada ansiedade. E não me envergonho de o dizer, lá em casa sempre mo disseram com todas as letras (meio a sério, meio a brincar) e de forma natural. Então porque é que ainda há pessoas que desvalorizam esse estado de espírito? Acham que é por dar trabalho lidar com uma pessoa ansiosa? Ou porque a consideram negativa? Ou porque simplesmente está a chamar a atenção e do que precisa mesmo é de ir ao psicólogo? Da mesma forma, questiono-me igualmente como existem pessoas que ainda acham que os psicólogos é só para os "malucos"? E na verdade, o que é ser-se maluco? É pensar fora da caixa? É ter um distúrbio mental? É ser-se ansioso?


Convido todas as pessoas que sofrem de ansiedade a virem partilhar comigo um pouco da vossa opinião e das vossas histórias, para desmistificar cada vez mais este assunto!

10 comentários:

  1. Eu sou ansioso por natureza. Aliás, já passei por uma fase menos boa precisamente devido aos meus níveis elevados de ansiedade. Sofro bastante por antecipação (se bem que actualmente ando mais controlado, pois aprendi a fazer isso). Tal como tu, tenho medo de falhar, tenho medo que algo corra mal e que isso me prejudique mais (ou prejudique alguém). Não há problema algum em dizer que se é ansioso ou que é acompanhado por um psicólogo ou outro profissional qualquer. Para quê falsos moralismos? Para quê não aceitar a realidade? Para quê estarmos a atirar areia para os olhos das pessoas e fingirmos ser algo que não somos? Por vezes, aqueles que aparentam ser mais fortes e que nada os atinge, são aqueles que mais sofrem. Há que falar abertamente destas coisas!!

    Beijinhos,
    Ricardo, www.opinguimsemasas.pt

    ResponderEliminar
  2. Ter alguma ansiedade faz parte de ser pessoa - todos passamos por isso, e isso até é saudável. Faz parte do nosso instinto de sobrevivência e da nossa vontade de sermos melhores. Já a ansiedade patológica é debilitante e essa sim, deve ser olhada com muita preocupação. Se, por um lado, é completamente bacoco achar que ansiedade é "frescura", também devemos ter cuidado antes de dizermos que sofremos de ansiedade quando na realidade estamos nervosos, ou estamos só a ser pessoas, porque corremos o risco de estar a banalizar uma doença séria e incapacitante. Não quero de modo nenhum "fechar" a discussão sobre o assunto, mas a verdade é que acredito que para quem sofre de ansiedade como doença, o que é cada vez mais frequente graças à vida louca que levamos hoje em dia, deve ser frustrante perceber que sofre da "doença da moda" e que corre o risco de não ser levado a sério por isso mesmo...

    Jiji

    ResponderEliminar
  3. Eu acho que neste momento existe o extremo: ou toda a gente por qualquer coisa diz que tem ansiedade e na verdade está apenas nervosa ou por outro lado desvaloriza-se completamente o problema.
    Apenas comecei a perceber melhor sobre esta condição há bem pouco tempo, quando a Jessica Athayde abriu o jogo e falou sobre isso e o quanto sofreu com a ansiedade. Até escreveu um livro.
    A ansiedade ainda tem muito que se lhe diga e ser falada abertamente.

    ResponderEliminar
  4. Agora já não sofro nada, mas num passado mais ou menos recente já sofri imenso desse problema. Eram estados de ansiedade tão intensos que chegaram mesmo a promover uma série de ataques de pânico que tiveram um impacto muito negativo na minha vida, durante um período que durou largos meses e que só consegui ultrapassar depois de ter tido a sorte de conhecer uma boa médica de família, sagaz, paciente, humana...e especializada em neurologia.

    Expliquei tudo aqui.

    https://trollitadas.blogspot.pt/2017/05/o-homem-renascido.html

    ResponderEliminar
  5. Eu sofro de ansiedade. Ansiedade e algo mais que não sei bem explicar. Uma vez pesquisei e encontrei: Transtorno Explosivo Intermitente (TEI)
    E é o mais semelhante ao que eu sinto.
    Mas sei que a ansiedade não facilidade. Começo a pensar em coisas que podem vir a acontecer no futuro, fico ansiosa, com receio. Sofro com antecedência.

    Beijinho
    doce-branca.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  6. A ansiedade é um assunto muito sério e não podemos mesmo desvalorizar.
    Tal como referiste, acabamos todos por sofrer de ansiedade, mas há pessoas em que se manifesta de uma forma mais severa e nem consigo imaginar o sufoco que é :(

    ResponderEliminar
  7. Acho que todos sofremos de ansiedade, em maior ou menor escala. Talvez agora se fale mais no problema e com isso por vezes também vêm as generalizações, isto é, uma coisa é a ansiedade incapacitante e constante outra coisa é um episódio isolado. Talvez por se falar tanto disso, algumas pessoas transformam os episódios isolados em algo mais dramático do que realmente é, usando-o muitas vezes como desculpa para algumas coisas e daí pode vir a desvalorização por parte dos outros. Acho que obviamente deve ser um assunto falado e nunca desvalorizado até porque só se estivermos bem informados é que poderemos perceber onde está a verdadeira ansiedade e como controlá-la.

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Claro que toda a gente é ansiosa e todos nós sofremos com isso, claro que uns mais do que outros e em alguns casos tornam-se mesmo patologias que necessitam de medicação, mas ninguém é tão calmo ao ponto de nunca na vida se sentir ansioso, assumir já é outra coisa, mas isso é algo perfeitamente normal e que só prova que não somos perfeitos, o que acredito que todos já saibamos.

    ResponderEliminar
  9. Eu por exemplo, fico com aquele nervoso miudinho quando vou a uma entrevista ou vou andar de avião. Se é ansiedade não sei, mas soa a isso e, de certeza, que não sou a única!

    ResponderEliminar