quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

O Natal No Hospital

Parece que estou a fazer aqui umas compilações de sugestões "Onde passar o natal?" mas não é nada disso ahahahahOntem falei-vos do espírito que se vive no Centro Comercial mas hoje trago-vos a minha experiência no Hospital.

Já foram quatro as vezes (de que me lembro) que o dia 24 de dezembro foi passado pelo Hospital [e também já lá passei uma Passagem de Ano]. Por inúmeras causas [já deu para perceber que não sou a pessoa mais saudável do mundo, não?] e todas elas com um sentimento de desconforto brutal mas enganem-se se era pela data. Creio que quem lá está, mesmo doente, não quer saber se é dia 24, 13 ou oito, seja de que mês for; só quer sentir-se melhor e aí sim dar mais importância à realidade cá fora. 

E o que posso dizer sobre isso é que as pessoas (pessoal do hospital) que estiveram e cuidaram de mim, mostravam estar na minha onda: inerentes se era véspera de natal, focados em perceber o que se passava comigo, centrados em eu sentir menos dores. Definitivamente os profissionais da saúde nem sempre têm o reconhecimento devido. Mais calorosos ou mantendo mais a distância, dos auxiliares aos médicos, sempre recebi uma palavra de conforto, quando às vezes isso faz toda a diferença.

Eu aqui agradeço a toda a gente na área da saúde que, de uma forma diferente que os lojistas, também ouvem e aturaram com cada coisa de fugir!! Obrigada por todas as vezes que se cruzaram comigo, dentro e fora das Urgências e englobo TODA  a gente! Sempre que precisei de ir com urgência ao dentista, ele esteve lá para mim! Sempre que precisei fazer análises para ontem, eles estiveram lá para mim. Assim como os radiologistas, os médicos de serviço no Centro de saúde, no Hospital Público e no Privado. Os enfermeiros que me ajudaram com questões e dúvidas... tanta gente! Obrigada por ajudarem a salvar vidas!

8 comentários:

  1. Bem verdade o que disseste aqui, merecem mesmo ser reconhecidos!
    Beijinho

    abriga-tecomigo.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Felizmente nunca passei por uma situação dessas, e tirando consultas e exames de rotinas, nunca precisei de médicos, no entanto entendo o que dizes, realmente quando somos bem tratados devemos dizê-lo e agradecer pelas boas pessoas que se cruzaram no nosso caminho :)

    ResponderEliminar
  3. Por acaso tenho boas histórias de trabalhar dia 24 (e do dia 25 no ano em que me calhou estar de urgência) hehe. Bem, desejo-te sobretudo que este ano passes um Natal em boa forma e cheia de saúde! (;

    ResponderEliminar
  4. Espero que este ano não tenhas que passar lá outra vez o natal, já era muito azar.
    Estando a estagiar em enfermagem, tenho acaompanhado de perto o trabalho muitos profissionais de saúde e, de facto, merecem ser reconhecidos!
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  5. Sem dúvida os profissionais de saúde muitas vezes não são reconhecidos... Eu tive uma excelente experiência no hospital com o nascimento da nossa filha e agradeci imenso às enfermeiras todas mas especialmente à que nos acompanhou desde o início e esteve connosco todos os dias durante o dia...

    ResponderEliminar
  6. É uma grande verdade, falta reconhecimento aos profissionais de saúde, de todas áreas, já que nem tudo é fácil como parece ser. A minha mãe é enfermeira e já trabalhou muitas vezes no dia 24 ou 25 de Dezembro ou na noite de Fim de Ano e quando era mais nova era algo difícil de perceber. Agora sou eu que futuramente terei de trabalhar nessas ocasiões e espero estar à altura das pessoas que referiste no texto.
    Beijinhos!
    Por onde anda a Sofia?

    ResponderEliminar
  7. Nunca tinha pensado nisto... É por estas e por outras que amo o teu blog!
    Tu és mesmo boa pessoa, espero que a vida te retribua em dobro!!!
    Beiiikho

    ResponderEliminar