sexta-feira, 7 de abril de 2017

3# Roteiro para cinco dia em Paris

Terceiro dia

1 - Sacré-Couer

Para o terceiro dia saímos os dois sozinhos de casa, para darmos descanso a quem nos acompanhou no dia anterior porque quem estava de férias éramos nós e apesar do cansaço, acordámos cedo e la fomos nós.

[Nota: Decidimos comprar um passe diário que dava para todos os transportes e teve um valor de 12 euros cada um.]

O dia estava muito bonito, com céu azul e sol quente e a sensação de chegar à Basílica do Sacré-Couer com aquele tempo foi formidável. Havia um senhor a tocar harpa (sim, leram bem!), a escadaria estava cheia de gente (normal, era sábado) e a paisagem, ainda que coberta por uma leve neblina, não desiludiu. Inspirada na arquitetura romana e construída entre 1875 e 1914, o Sacré-Couer encontra-se no ponto mais alto da cidade, em Montmartre.

[Nota: Existe um elevador para quem não queira subir toda aquela escadaria até cegar à Basílica mas precisam à mesma de gastar um bilhete. Nós tínhamos passe e como subimos a pé, aproveitámos e descemos de elevador.]



2 - Avenue des Champs Élysées

Como a hora de almoço se aproximava, sugeri irmos até aos Chaps Élysées para comer qualquer coisa no McDonald's (um menú Big Mac fica muito perto dos oito euros) e até aqui nos foi pedido para abrirmos a mochila; em praticamente todas as lojas da avenida havia um segurança a revistar os pertences de quem quisesse entrar, uma forte medida de segurança que, devido à atual realidade do país e do mundo, é uma necessidade. Fizemos a avenida toda até ao Arco do Triunfo e ainda espreitamos para meia dúzia de lojas, ficamos fascinados com os cafés e claro, com todo o tipo de carros de alta cilindrada a desfilarem por ali.



3 - Arc de Triomphe

Chegado ao fim da avenida, deparamo-nos com a rotunda mais conhecida da cidade, onde no meio se encontra outro monumento imponente: o Arco do Triunfo, construído a mando de Napoleão Bonaparte, depois das suas vitórias militares.



4 - Tour Eiffel

Assim que saímos do metro, ali estava ela, enorme visto de tão perto... Sim, a mítica Tour Eiffel foi o próximo monumento que decidimos ir ver, não de tão perto como queríamos porque, mais uma vez devido às fortes medidas de segurança, só quem comprasse bilhete para a visitar e subir, é que poderia entrar no perímetro. Como os dois já tínhamos subido ao topo, passámos isso e ficámos sentados num banco de jardim a descansar e a apreciar a paisagem.




5 - Trocadero

Subimos então até ao Trocadero, um lugar onde se encontra o Palais de Chaillot e que tem uma vista privilegiada sob a Tour Eiffel, com um vasto relvado e uma escadaria, onde aglomerados de pessoas se sentam, convivem, tiram fotos, andam de skate e ainda fazem manifestações!



6 - Jardin des Tuileries 

Um dos espaços mais emblemáticos e apreciados, em termos de jardins, da cidade, chegámos ao Jardin des Tuileries ao final da tarde, mas ainda com sol e por isso não conseguimos uma única cadeira para nos sentarmos ao pé do lago. Também este local estava carregado de pessoas a apreciarem o dia solarengo!




7 - Louvre

Caminhando pelo Jardin des Tuileries chegamos a outro ponto de referencia da cidade, o largo onde se encontra o Museu do Louvre. É outro local tão característico, rodeado de edifícios com uma arquitetura espetacular que nos fazem apaixonar ainda mais pela cidade. Decidimos guardar a visita ao Museu para o dia seguinte e partimos para outro local, este seria novidade para mim mas infelizmente quando lá chegámos tinha acabado de fechar. Estou a falar do Cemitério de Père-Lachaise, um dos mais famosos do mundo, onde estão sepultadas personalidades como Jim Morrison e Édith Piaf.



8 - Hotel de Ville 

Aqui sim a dita Câmara Municipal de Paris, um edifício gigante que (para não variar) tem uma grande presença na cidade e é um ponto de visita, quer pelo espaço em si, quer pela sua arquitetura renascentista.


9 - Le BHV Marais

Logo ao lado está um grande... não diria centro comercial porque não tem lojas muito diferentes mas sim um aglomerado de lojas caras, dos lugares para se fazer compras mais antigo da cidade e apesar de não ser dos pontos mais requisitados na visita dos turistas, merece a pena ser visitado. Encontrarão um pouco de tudo como roupa ou até decoração para casa.

[Nota: Do cimo deste local vê-se muito bem os telhados das casas mais antigas de Paris, merece a pena irem espreitar, principalmente se for no pôr-do-sol, como nós.


Por esta altura já escurecia a passos largos e nós já tínhamos jantar marcado na casa de uma prima e para variar um pouco, o jantar foi comida mexicana e estava tudo maravilhoso, porque quando se está em família tudo vale mais a pena. Mas a caminho da casa da minha prima, ainda consegui tirar uma fotografia que resume muito bem paris: luzes, arquitetura, o rio Seine e um beijo entre namorados. Sem filtros, só para vocês. :)


Até ao próximo dia de roteiro! ;)

5 comentários:

  1. Opa estou cheia de inveja (boa, claro) !!!

    ResponderEliminar
  2. Nunca visitei o Sacre Coeur mas gostava muito.:D

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Lindas fotos :)

    http://trapeziovermelho.blogspot.pt

    ResponderEliminar